Vale a pena fazer financiamento de apartamento?

Publicidade

Todos que dependem de um aluguel tem o sonho de ter uma moradia própria, mas será que vale a pena fazer um financiamento de apartamento por exemplo?

Qual seu perfil de moradia ideal?

Publicidade

A primeira coisa a se pensar antes de fazer o financiamento de um apartamento é o estilo de vida.

Publicidade

É necessário pensar em espaço, liberdade, taxas de moradia, flexibilidade para reformas, as condições para se ter um animal de estimação e principalmente em barulhos e privacidade.

Você deve refletir se precisa de um espaço maior ou menor para suas necessidades. Lembrar que o um apartamento não existe tanta liberdade como você teria em uma casa. Festas dentro do seu lar, por exemplo, são uma coisa que nem todo apartamento irá permitir.

Em uma casa você pode ter uma liberdade maior para reformas e para criar um animal de estimação. Coisas que em um apartamento pode ser complicada. Barulhos também podem ser um transtorno nesse tipo de moradia, tanto se você o fizer, como os o incomodo pelo barulho dos vizinhos.

É bom lembrar que você pode ter que pagar taxas de moradia e manutenção do condomínio em um apartamento.

E o financiamento? Como funciona?

Após ver que um apartamento é adequado para o estilo de vida você leva é o momento de pensar em um financiamento imobiliário.

Falaremos sobre algumas condições e daremos algumas dicas sobre o assunto.

Entrada.

É bom saber que em muitos casos você irá precisar dar uma entrada para fazer um financiamento de um apartamento. Geralmente essa entrada precisa ser de 10% ou 20% do valor total do imóvel.

Uma dica que damos é que quanto maior for essa entrada, mais chances você tem de uma aprovação de crédito.

taxas de juros e quantidade de parcelas.

Você deve pensar bem sobre as taxas de juros e a quantidade de parcelas para quitação da dívida. Alguns financiamentos podem dar até 120 meses de prazo, mas é bom lembrar que quanto maior for esse prazo, maiores serão as taxas de juros.

Pesquise qual instituição tem as melhores condições nesse sentido para você.

É sempre bom fazer o possível para diminuir o prazo de quitação. E sempre que possível tentar pagar antes do tempo. É possível usar o FGTS em alguns casos, caso seja necessário.

Uma coisa que é bom ser considerada também é o impacto que esse financiamento irá ter na sua vida financeira. Lembre-se que é necessário disponibilizar no mínimo 30% do valor da sua vida mensal para o pagamento das parcelas. Não permita que o valor das parcelas impacte muito a sua vida financeira e nem a comprometa. Faça também uma avaliação do valor de condomínio e IPTU.

Algumas dicas gerais.

Ressaltamos que é necessária uma entrada na grande maioria dos casos. Quanto maior for o valor que você tiver disponível, melhor para a aprovação do financiamento.

Opte sempre pelos juros mais baixos.

É bom você verificar o valor do imóvel e como esse valor se adequa às suas condições. Veja a localização do imóvel e sua vontade de permanecer naquela localidade. É bom analisar as chances de valorização e desvalorização do imóvel também.

Veja mais artigos como esse AQUI

Faça uma simulação de financiamento AQUI

Publicidade

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here