Vale a pena financiamento imobiliário em 2021?

Publicidade

Muitos brasileiros que sonha em sair do aluguel e ter uma casa se perguntam se esse é o momento ideal para realizar esse sonho. Muitos especialistas do ramo imobiliário dizem que esse é um momento muito bom para realizar esse sonho através de um financiamento imobiliário.

Publicidade

As instituições financeiras estão em luta muito acirrada na busca de clientes e consequentemente as taxas de juros se encontram baixas nesse momento. Isso torna o financiamento uma ótima opção neste momento.

Publicidade

Os maiores especialistas do mercado, dizem que está é uma decisão desse fazer um compromisso de médio ou longo prazo. E que para aqueles que não tiveram as vidas financeira afetadas pela pandemia pode ser uma oportunidade fazer um financiamento.

A pandemia do covid-19 afetou bastante o mercado imobiliário no ano de 2020 e isso afetou o preço dos imóveis também.

financiamento imobiliário

Qual a melhor opção no momento?

Isso vai depender bastante do perfil do comprador que vai solicitar o financiamento. Os financiamentos atuais são atrelados ao rendimento da poupança, ao IPCA, a uma taxa referencial ou a uma taxa prefixada.

IPCA

Este financiamento imobiliário tem como característica o valor progressivo das parcelas. As parcelas iniciais começam com um valor mais baixo que vai subindo ao decorrer do prazo. É uma modalidade que pode ser indicada para pessoas mais jovens, por exemplo, que tem uma tendência a melhoria da situação financeira no decorrer dos anos.

Rendimentos na poupança.

As taxas de juros nesta modalidade podem começar em 3.99%, como exemplo, mais o rendimento da poupança. A SELIC está em 2% e o rendimento da poupança em 1.4%. fazendo a soma, a taxa de juros pode ficar em 5.39% ao ano. O que segundo os especialistas é uma boa taxa de juros.

A taxa SELIC pode variar, mas esse financiamento possui um teto onde existe uma proteção para que as parcelas sejam um fardo pesado ao bolso, caso a taxa básica de juros suba muito.

Taxa referencial.

Esta modalidade de financiamento o comprador faz um contrato onde a taxa tem um valor pré-determinado, porem pode ter uma correção da TR (taxa referencial. Este tipo de taxa vale por todo o contrato.

É uma boa escolha para quem deseja ter uma noção mais exata do valor que irá pagar para a quitação total do financiamento.

A taxa referencial esta zerada no momento. A taxa referencial é cobrada somente quando existe um aumento de 2 dígitos na inflação e não existe nenhuma perspectiva de que isso aconteça de imediato ou tão cedo.

Taxa prefixada

Este tipo de financiamento não está ligado a nenhum indicador financeiro. O comprador sabe exatamente o valor que pagará para quitação, pois as taxas não variam.

Como posso saber o melhor financiamento?

Especialista dizem a taxa prefixada tem um risco mínimo. A taxa referencial um risco pequeno. Um risco médio para variação na poupança e alto no IPCA.

Mas é bom fazer outras considerações e não somente as taxas de juros.

Analise o total final dos custos dos financiamentos, incluindo os seguros que podem ser cobrados. Compare o preço das parcelas. Pesquise a melhor instituição financeira para você.

Veja mais artigos como esse AQUI

Faça uma simulação de financiamento AQUI

Publicidade

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here